Durante cerca de quatro horas, direto da Fazenda Terra Prometida, no Tocantins, a dupla sertaneja Herique & Juliano apresentou ao vivo seus maiores sucessos para mais de 2 milhões de pessoas neste domingo, 19 de abril. A live, transmitida pelo canal oficial da dupla no YouTube, contou com patrocínio oficial da Zap Telecom, que possibilitou a exibição do show ao levar toda a estrutura de internet até a propriedade dos irmãos, localizada há 40 km de Palmas.

A operação da Zap para que a apresentação, batizada de #LiveLiberdadeProvisória, fosse ao ar sem falhas, mobilizou 14 equipes técnicas que garantiram a integridade física e lógica do circuito, composto por 10 km de fibra óptica levados até a fazenda.

 

 

Além disso, como conta o CEO da Zap, Aureliano Arantes, foi estabelecido um canal direto com os servidores do YouTube, em São Paulo, para assegurar a qualidade na entrega da live. “Assim, foi possível manobrar o tráfego por caminhos alternativos ao observar alguma falha na conexão primária, mantendo a live em pleno funcionamento durante toda a sua duração”, explica.

“Para nós da Zap foi uma alegria imensa ser a internet oficial de uma das maiores lives da temporada. Temos orgulho de sermos vetores de uma ação que trouxe alegria para os brasileiros em um momento tão difícil como o que vivemos, além de arrecadar doações para ajudar quem mais precisa”, declara Aureliano.

A fibra óptica da Zap foi fundamental para a exibição do show, como destacou Henrique. “Quem vive numa propriedade rural como nós sabe a dificuldade que é contar apenas com internet rural. Então a galera da Zap resolveu esse problema trazendo um cabo óptico até aqui. Se não fosse a Zap essa transmissão não seria possível ou talvez seria feita de uma forma bem ruim”, disse, agradecendo o apoio.

O show tem que continuar

Desde que o mundo parou para evitar o contágio de forma acelerada do novo coronavírus (Covid-19), há cerca de dois meses, o cenário cultural global passou a enfrentar um imenso desafio – a proibição da aglomeração de pessoas impediu a realização de shows, cancelando eventos não só os eventos musicais, mas também os esportivos e educativos em todo o mundo.

A tecnologia, mais uma vez, trouxe a resposta para o dilema e as lives que eram subutilizadas (ou nunca utilizadas por alguns segmentos) passaram a ser cada vez mais procuradas tanto por artistas quanto pelo público, isolado em casa. Independentemente da plataforma onde é executada, o novo perfil de transmissões ao vivo marca o início de uma nova fase na indústria cultural, onde as ferramentas digitais devem ser cada vez mais exploradas pelos artistas e apreciadas pelo público.

Algumas das lives com maior número de acessos simultâneos no Brasil foram também de outros nomes da música sertaneja. A cantora Marília Mendonça se apresentou de forma virtual para mais 3,2 milhões de pessoas, Gustavo Lima, Bruno & Marrone e Jorge & Mateus também fizeram suas lives com públicos milionários, entrando para os assuntos mais comentados do momento.

Mas o formato teve adesão de músicos de diversos gêneros. Com o recorde de maior público do mundo até o momento, a live One World: Together At Home que aconteceu no sábado (18) foi organizada pela cantora norte-americana Lady Gaga e reuniu grandes nomes da música internacional como Paul MacCartney, Elton John, Stevie Wonder e Rolling Stones, entre outros.

E o futuro?

Assistir a apresentação do seu artista preferido ao vivo, no conforto e segurança do seu lar, podendo interagir pedindo músicas ou enviando mensagens, são algumas das vantagens do formato. Mas para que a experiência seja perfeita, é preciso uma conexão veloz e estável, afinal, as transmissões ao vivo demandam boa parte da banda.

A pergunta que fica é, e depois que a poeira baixar, as lives continuarão acontecendo? Talvez sim, talvez sejam restritas para acesso apenas do público pagante, ou talvez alguns artistas voltem apenas a fazer as apresentações in loco, para não perder o contato com o público possibilitado pelo palco. A resposta, só o tempo dirá.

Por Camila Mitye
Equipe Zap